Perder peso e ganhar saúde: casos clínicos

Atualizado: Fev 20


A obesidade e excesso de peso (índice de massa corporal >25 kg/m2) aumentam o risco de doenças cardio-vasculares, diabetes, patologia dos joelhos (osteo-artrite), apneia do sono, entre outras.

Vamos apresentar alguns casos clínicos que mostram o impacto da perda de peso na melhoria da saúde e de algumas co-morbilidades em particular.


CASOS CLÍNICOS

António, 42 anos de idade, pesava 98kg (altura 175cm) e já tinha tentado múltiplas dietas sem sucesso. Há 1 ano foi-lhe diagnosticada apneia obstrutiva do sono e precisava de dormir com BIPAP (uma máquina que ajuda a respirar durante a noite). Escolheu realizar um sleeve endoscópico (método Apollo) em Outubro de 2019. Em 2 meses perdeu 13 kg e já não precisa de usar o BIPAP para dormir.


  • Num estudo clínico (Sleep AHEAD), o índice de hipopneia melhorou significativamente ao fim de 1 ano com uma perda de >10% do peso corporal e esta melhoria persistiu ao longo de 4 anos.


Natália, 52 anos de idade, pesava 103 kg (altura 168cm). Tinha esteato-hepatite (inflamação crónica do fígado devido ao excesso de gordura). O seu médico assistente recomendou que perdesse peso contudo já tinha tentado várias dietas sem sucesso. Escolheu implantar o balão intragástrico ajustável e ao longo de 1 ano perdeu 18kg, tendo melhorado significativamente o nível de inflamação e gordura do fígado.


  • Num estudo clínico (Look AHEAD), a inflamação do fígado melhorou significativamente com uma perda de pelo menos 10% do peso corporal.


Em resumo, a perda de peso através dos métodos endoscópicos (balão intragástrico ajustável e sleeve endoscópico) tem um impacto não apenas na imagem corporal mas também na saúde em geral.


#obesidade #balãointragastrico #sleeveendoscopico #metodoapollo #metodoPOSE

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Cinzento G + Ícone
  • Cinza ícone do YouTube