Cancro e Obesidade: Qual a relação?

Atualizado: 20 de Fev de 2019


A obesidade é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do cancro, sendo que mais de um em cada vinte casos de cancro são causados pelo excesso de peso.

Quanto maior for o excesso de peso e a sua duração maior será o risco de desenvolver cancro.

Adquirir um estilo de vida saudável e um peso equilibrado pode ajudá-lo a evitar que tenha cancro.


Qual é o risco de ter cancro se tiver excesso de peso ou obesidade?

Ter obesidade não significa que irá inevitavelmente desenvolver cancro. No entanto, se tiver excesso de peso está mais propenso a desenvolver cancro comparativamente a alguém que tenha um peso saudável.

Pode-se reduzir a probabilidade de ter cancro através da perda de peso ou de alterações no estilo de vida que não o façam aumentar mais o peso.


Porque razões a obesidade pode causar cancro?

A gordura não se deposita apenas em determinados locais no corpo. Esta é ativa e pode enviar sinais para o resto do corpo.

Os sinais enviados podem indicar às células para se dividirem com mais frequência e estas podem originar células cancerígenas.


Que tipos de cancro são causados pela obesidade?

A obesidade é a principal potenciadora de vários cancros, tais como: cancro da mama (em mulheres após a menopausa), do intestino, do útero, do esófago (tubo digestivo), do pâncreas, do rim, do fígado, da parte superior do estômago (cárdia), da vesícula biliar, do ovário, da tiróide. mieloma (cancro no sangue) e meningioma (tumor cerebral).

Os tipos de cancro mais comuns causados pelo excesso de peso são o cancro da mama e do intestino, sendo que os mais difíceis de serem tratados são o cancro do pâncreas, do esófago e da vesícula biliar.


O que os estudos dizem sobre a relação obesidade-cancro?

Estudos consis