Cancro e Obesidade: Qual a relação?

Atualizado: 20 de Fev de 2019


A obesidade é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do cancro, sendo que mais de um em cada vinte casos de cancro são causados pelo excesso de peso.

Quanto maior for o excesso de peso e a sua duração maior será o risco de desenvolver cancro.

Adquirir um estilo de vida saudável e um peso equilibrado pode ajudá-lo a evitar que tenha cancro.


Qual é o risco de ter cancro se tiver excesso de peso ou obesidade?

Ter obesidade não significa que irá inevitavelmente desenvolver cancro. No entanto, se tiver excesso de peso está mais propenso a desenvolver cancro comparativamente a alguém que tenha um peso saudável.

Pode-se reduzir a probabilidade de ter cancro através da perda de peso ou de alterações no estilo de vida que não o façam aumentar mais o peso.


Porque razões a obesidade pode causar cancro?

A gordura não se deposita apenas em determinados locais no corpo. Esta é ativa e pode enviar sinais para o resto do corpo.

Os sinais enviados podem indicar às células para se dividirem com mais frequência e estas podem originar células cancerígenas.


Que tipos de cancro são causados pela obesidade?

A obesidade é a principal potenciadora de vários cancros, tais como: cancro da mama (em mulheres após a menopausa), do intestino, do útero, do esófago (tubo digestivo), do pâncreas, do rim, do fígado, da parte superior do estômago (cárdia), da vesícula biliar, do ovário, da tiróide. mieloma (cancro no sangue) e meningioma (tumor cerebral).

Os tipos de cancro mais comuns causados pelo excesso de peso são o cancro da mama e do intestino, sendo que os mais difíceis de serem tratados são o cancro do pâncreas, do esófago e da vesícula biliar.


O que os estudos dizem sobre a relação obesidade-cancro?

Estudos consistentes de décadas de pesquisa que envolveram milhões de pessoas mostram que existe uma estreita ligação entre obesidade e o cancro, o que significa que se pode descartar com confiança outras explicações (como o acaso ou outros fatores relacionados ao estilo de vida). O risco é maior quando ocorre um aumento excessivo de peso, podendo-se então aferir que existe uma relação de causalidade.

Organizações internacionais como a Agência Internacional de Estudos sobre o Cancro e o Fundo Mundial para Estudos do Cancro apoiam esta teoria. No entanto, o risco de desenvolver cancro depende de diversos fatores, que incluem fatores inalteráveis, como a idade e a genética. Outros fatores que podem causar cancro, como a obesidade, o tabaco ou o sol, aumentam o risco de se ter cancro, mas sem significar que essa pessoa irá definitivamente desenvolver cancro.


Segundo a ciência: como é que a obesidade causa cancro?

A gordura assume 2 funções no corpo:

  • Age como uma reserva de energia

  • Envia constantemente mensagens para o resto do corpo que afetam o crescimento celular, as reações químicas nas células e os ciclos reprodutivos do corpo

A gordura é ativa, dando ordens às células sobre o que fazer. Se houver muita gordura no corpo, os sinais que esta envia podem afetar vários mecanismos, tais como:

  • Hormonas do crescimento: muita gordura corporal pode causar o aumento dos níveis de insulina e de outros fatores de crescimento, o que pode fazer com que as células se dividam com mais frequência. Sendo que pode aumentar a probabilidade de desenvolvimento de células cancerígenas.

  • Inflamação: quando há muitas células de gordura no corpo, células imunológicas especializadas vão para a área, possivelmente, para remover células mortas e impurezas, podendo originar inflamação. De seguida, as células dividem-se mais rapidamente e, quando isto ocorre por um longo período, pode aumentar o risco de cancro.

  • Hormonas sexuais: após a menopausa, o estrogénio produzido pelas células de gordura pode fazer com que as células se dividam mais rapidamente nos seios e no útero (dois dos tipos de cancro mais ligados à obesidade), aumentando o risco de falhas celulares e cancro.


Qual a importância da localização da gordura acumulada?

Quando o excesso de gordura está localizado na zona da barriga pode causar ainda mais danos. Esta gordura localizada está relacionada ao cancro do intestino, do rim, do esófago, do pâncreas e da mama.

Não está claro exatamente o porquê de isto acontecer, mas pode ter a ver com a rapidez com que certos químicos da gordura entram no sangue.


Se têm excesso de peso procure um profissional especialista na área da obesidade para o ajudar a recuperar o seu equilíbrio.



#gastroclinic #balaointragastrico #obesidade #cancro #estilodevida #gorduralocalizada #vidasaudavel #bemestar

  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Cinzento G + Ícone
  • Cinza ícone do YouTube